Posts Tagged Placidus

O caso das Progressões Secundárias

As Progressões Secundárias são aquelas decorrentes do movimento da Terra em torno do Sol a partir de um determinado fator de progressão. Portanto, os astros se movem no Zodíaco.

As Direções Secundárias são um subconjunto das Progressões Secundárias e correspondem à data em que um determinado aspecto (astro progredido => astro natal) atingiu a perfeição, à medida que progride.

Assim, podemos dizer que as Progressões correspondem a um mapa, geralmente obtido para a data do aniversário, cujo propósito é indicar o cenário experimentado pelo nativo. Já as Direções apontam as datas dos acontecimentos da vida do referido nativo.
Os fatores de progressão podem ser agrupados em dois grupos:

tabela 1A maior parte dos softwares de Astrologia denominam os métodos acima de Direções.

Placidus popularizou um outro método, bastante empregado nos dias de hoje, em que a idade é convertida em dias. Assim, para saber encontrar a Progressão Secundária do nativo aos 30 anos de idade, basta somar 30 dias à data de nascimento para obter a posição progredida dos astros. O Meio-Céu é obtido a partir de um dos fatores dinâmicos acima indicados, a partir do qual se obtém o Tempo Sideral Local da progressão e a partir dele, as Casas Astrológicas progredidas. Este método é descrito por Ptolomeu, em Tetrabiblos, embora de uma maneira confusa e combina um antigo sistema de Direções Primárias com as Progressões Secundárias.

Este é o sistema de Progressões Secundárias adotado em softwares como Solar Fire e Janus, por exemplo.

Há duas implicações importantes a destacar:

  1. Enquanto os astros se movimentam a partir de suas verdadeiras velocidades, as Casas progridem a partir de um fator associado ao Sol (Arco Solar).
  2. Por este método, as cúspides das Casas Astrológicas terão uma progressão anual sempre próxima a um grau de arco.

Ou seja, há dois pesos e duas medidas para obter as posições dos astros e casas progredidas.

Porém, não foi desta forma que aprendi a calcular um mapa progredido. Aprendi com o professor Celso Schmidt que para obter uma progressão secundária aos 30 anos de idade, deveria recalcular todo o mapa (inclusive Tempo Sideral Local) com os dados obtidos nas efemérides 30 dias após o nascimento. Para quem não se recorda, Tempo Sideral Local é um dos argumentos de entrada para obter a posição do Meio-Céu, Ascendente e demais cúspides.

Hoje em dia, este método está sendo denominado de Progressões Secundárias Verdadeiras, para distinguir do método de Placidus.
Além das posições do Meio-Céu, Ascendente e demais cúspides serem diferentes em relação a todos os métodos acima apresentados, há uma outra implicação importante que geralmente passa desapercebida: em um ano, o Meio-Céu progride cerca de 361°, dando uma volta inteira no Zodíaco e avançando mais um grau.

A tabela abaixo ilustra em mais detalhes o exposto:

tabela 2

No comparativo abaixo, encontram-se destacadas as posições do Meio-Céu e Ascendente nos métodos do Arco Solar, Placidus e Progressão Verdadeira:

mapa 1

 

Anúncios

, , ,

2 comentários

E o gás passa pela Ucrânia

A situação da Ucrânia, seja como povo ou como nação, é mais complexa do que aparenta. A Europa e, especialmente a Alemanha, empenharam-se em mudar as suas matrizes energéticas, particularmente após o desastre de Fukushima. Atualmente, o gás russo que atravessa a Ucrânia é responsável por cerca de 36% do que é consumido na Alemanha. A Ucrânia atualmente é um país dividido: a oeste do Dnieper, seus habitantes são de fato ucranianos e pró-Europa; a leste, a população é eminentemente russa e pró-Moscou. A população ucraniana corresponde a cerca de 87% e sua economia é agrícola. Mas é no lado russo que se encontram indústrias.

Em outra postagem, escrevi um resumo (resumidíssimo) das origens e história da Ucrânia. Ao final, apresento através de dois links, as verdadeiras razões existentes por trás do conflito com Moscou. Há séculos de problemas entre os dois países, a Rússia sempre como colonizadora e exploradora da Ucrânia.

Para esta breve análise, estudei dois possíveis mapas da Ucrânia, encontrados em www.astrologyweekly.com. Há o mapa da independência, após o colapso da URSS em 1991 e, um outro mapa, quando a Ucrânia se tornou independente pela 1ª vez em 1918. Após estudar a história e a identidade da nação, embora não considere um mapa perfeito, é o que julguei o mais representativo da Ucrânia. Há uma ligação entre ambos, que se faz por meio da estrela Altair, em 01º de Aquário. No mapa de 1918, é o Sol que se encontra neste grau; no mapa de 1991, é Saturno que ocupa esta posição.  É uma estrela que indica honra através de conflitos ou guerras, embora possa estar associada à morte através de venenos.

ucrania 1918O mapa de 1918 tem Gêmeos no Ascendente, tipicamente um signo de passagem, bem próprio da história da Ucrânia. Encontra-se enquadrado por Júpiter e Lua, retratando a divisão a Leste e a Oeste do Dnieper. O Ascendente representa a identidade da nação e está diretamente relacionado ao seu povo. A exportação (ou exploração) de suas riquezas por outras nações está representado por Saturno em mutua recepção com o Sol e governando Mercúrio (regente do Ascendente). Mas também por Júpiter governando a Casa VII (inimigos da nação). Vênus se encontra igualmente à disposição de Saturno e corresponde à elite cultural  (músicos, escritores e poetas que tentaram reavivar a nacionalidade ucraniana) assassinada pelos russos. A mútua recepção entre o Sol e Saturno, na Casa IV, mostra ainda um povo refém de uma nação estrangeira ou de uma federação (Aquário).

Este mapa responde ainda às Direções Primárias (Casas de Campanus, Direções Zodiacais através dos semi-arcos de Placidus, chave de Kepler) e aos trânsitos e Eclipses, com pequenas variações, aos eventos marcantes da história da Ucrânia. Utilizei especialmente os eventos da Era Stalin e aqueles que decorreram depois da desintegração da URSS.

Empregando os mesmos métodos, há fortes indicações de beligerância ocorrendo em 2006 e 2009, correspondendo à Crise do Gás. Novamente em 2012 e 2013, apontando a instabilidade política e as manifestações recentes.

Gosto de usar Arco Solar com mapas de nações e neste momento, Marte forma uma conjunção com Mercúrio (regente do Ascendente) que indica que a identidade da nação está sendo enfrentada. Porém, Marte se encontra na Casa VI do Tema Natal da Ucrânia, o que quer dizer que o é a indústria do país que está sendo “defendida” através dos militares estrangeiros (russos), indústria esta que se encontra justamente na parte russa da Ucrânia. O Sol (Arco Solar) forma um trígono com este mesmo Mercúrio, tornando praticamente nulas as possibilidades de um conflito armado.

Há uma estreita relação entre os mapas da Ucrânia e da Alemanha (mapa da Proclamação de William I, em 1871) e este é o mapa que de fato deve ser investigado. Marte progredido forma um trígono com o Sol, de Virgem para Capricórnio, um bom indicador para a mediação da crise para preservar o funcionamento das próprias indústrias. Nas Direções Primárias, há uma quadratura entre o MC e Saturno, na Casa VII Natal, casas dos adversários e dos inimigos.

Saturno é um planeta que pode representar a Rússia, país que graças ao frio, derrotou Napoleão e Hitler. Encontra-se destacado nos dois mapas apontados. Lembrando que as relações entre a Alemanha e a Rússia, ao longo da história, sempre foram ambíguas, movidas por interesses específicos. No casos atual, trata-se do fornecimento do gás.

Conclusão:

Não há nenhum indicador de conflitos envolvendo a Ucrânia ou prejudicando o fornecimento de gás à Alemanha. Historicamente, a Ucrânia sempre foi uma região de passagem com um povo explorado e espoliado por algum país líder. Atual instabilidade política tem como pano de fundo as consequências resultantes da Crise do Gás, em 2006 e 20o9. Antes de defender interesses territoriais, a Russia defende interesses da Gazprom, sua empresa produtora de gás. É muito provável que a Rússia consiga algum reajuste após a redução das tensões. Nada do que está acontecendo na região diz respeito aos EUA. Em vista de tudo isso, Putin se encontra muito confortável em tomar a Crimeia e o a Ucrânia Oriental.

, , , , , , , , , ,

8 comentários