Posts Tagged lua

342º Sim na Câmara dos Deputados

O primeiro passo para o impedimento da Sra. Presidente acabou de ser dado.

No mapa abaixo, ao centro, encontramos o mapa da Independência do Brasil, que conta com a conjunção entre Júpiter e Lua em Gêmeos (o povo bom, mas que se apequena). Esta conjunção se repete no mapa da aprovação do pedido de impedimento, em Virgem (distando 29′ um do outro), formando uma conjunção com o Sol. Há também uma conjunção da Parte da Fortuna ao Descendente.

Em poucas palavras, trata-se de uma ocasião histórica em que a lei e o desejo popular prevaleceram sobre aqueles que buscam apenas se apropriar do patrimônio da nação. A combinação citada acima forma uma quadratura, indicando que o debate popular apenas está começando. De fato, esta combinação revela a existência de conflitos verbais e disputas, que ainda virão por aí.

Vênus em quadratura ao Ascendente e no Fundo do Céu (dos trânsitos) corresponde ao acompanhamento televisivo, que deixou claro o voto de cada um e pode ter prejudicado o futuro eleitoral de vários deputados.Forma um trígono com Vênus do mapa da Independência: ainda há o que ser feito para que o impedimento de fato ocorra.

Acredito que o encaminhamento ao Senado ocorra com celeridade, embora nesta Casa, não se possa esperar a mesma agilidade que vimos na Câmara dos Deputados (Júpiter se encontra retrógrado).

E com respeito à violência, tanto Saturno como Marte se encontram ambos retrógrados em Sagitário: existirão incidentes isolados. Até meados de junho assistiremos a uma nação sem rumo ou direção justamente em razão da posição destes dois astros.

Trata-se apenas de uma avaliação breve, ainda sem a devida reflexão de outros movimentos e implicações, apenas para registrar as minhas primeiras impressões.

impedimento2

 

Anúncios

, , , , , , ,

Deixe um comentário

O que há para ver no céu de Dezembro

Imagem2

Vale a pena acompanhar a retrogradação de Júpiter, uma vez que estará próxima a Regulus, o que acaba se mostrando uma boa referência. A partir de 08/12 até 08/04/2015.

Imagem3

No dia 11, a Lua formará conjunção com Júpiter, em movimento retrógrado, o que facilita ainda mais a sua identificação. Como se encontra próximo à oposição com o Sol, seu brilho estará intenso. Nesta época, será melhor avistado a partir da meia-noite.

Imagem4

No dia 19, é a vez da conjunção com Saturno, visível cerca de duas horas antes do nascer do Sol.

Imagem5

Na Véspera de Natal, ocorre a conjunção entre Marte e Lua, visível a partir de cerca de 20 horas… Não costuma ser um bom sinal para estes dias importantes…

Desde o início do mês, aproximando-se do Hemisfério Norte…

, ,

Deixe um comentário

O caso de Hemingway (dinâmica dos aspectos)

A dinâmica dos aspectos não é um tema estudado na Astrologia Contemporânea. Surge quando o estudante aprende Astrologia Horária ou Eletiva, ramos da Astrologia Tradicional

Porém, trata-se de um assunto crucial na delineação da interpretação de qualquer gráfico astrológico.

Astros, Signos e Casas são os elementos estáticos que apontam para um potencial, como uma semente, que pode ou não desabrochar. São os aspectos entre os Astros que apontam se esta semente germinará ou não e quais as razões que levam à sua realização ou negação.

Para este fim, tomam-se apenas os aspectos aplicativos.

Ah… tudo isso eu aprendi na Astrologia Contemporânea… (eu espero que sim!!!)

Primeiramente, identifique os significadores do que você gostaria de saber se acontecerá ou não.

Uma pergunta básica poderia ser “Ganharei na Mega Sena?”. A ideia é que se a resposta for afirmativa, deve ser encontrada no mapa natal. Existem algumas indicações que sugerem esta possibilidade, como Júpiter forte na Casa II ou V e/ou Fortuna nas mesmas condições.

Tudo o que prospera, traz felicidade, fertilidade e abundância material está, de alguma forma, relacionada à Lua. Portanto, espera-se que os Luminares estejam em bom aspecto, preferencialmente, com a Lua aumentando em luz (crescente).

Signos férteis na II também ajudam (Câncer, Escorpião e Peixes são férteis; Touro, Libra e Sagitário são moderadamente férteis).

O regente do Ascendente e os Luminares devem estar livre de aflições. O mesmo se aplica a algum planeta próximo ao Ascendente, na Casa I, numa órbita de até 15°.

Qual o raciocínio que você tomaria, considerando apenas o mapa natal? Para esta resposta há alguns caminhos possíveis. Abra as Efemérides e analise aspectos que ocorreram logo após o nascimento (no caso de um mapa natal) e veja se:

Se o regente do Ascendente, o significador da II ou o significador da V estiverem sitiados, o nativo estará em maus lençóis, não virá dinheiro ou não terá sorte, respectivamente.

Do contrário, veja então se:

  • O significador da II se aplica ao regente do Ascendente: o dinheiro vem para o nativo.
  • O significador da V se aplica ao regente do Ascendente: a boa sorte vem para o nativo.

Experimente substituir o regente do Ascendente pelo planeta na Casa I, caso houver e preencher as condições acima.

Preferencialmente ainda, os benéficos devem se aplicar à Fortuna, sem a interferência dos maléficos ou aplicarem-se entre si. Se formarem aspecto ou estiverem em mútua recepção, ainda melhor.

Se nada disso foi encontrado ainda há a possibilidade de usar a translação ou coleção de luz.

Caso não exista nenhum aspecto entre o significador da II ou V com o regente do Ascendente mas, um astro mais rápido (geralmente a Lua) se aplica aos significadores e em seguida ao regente do Ascendente, há uma boa possibilidade de ganhos na Mega Sena. Alguém ou alguma pessoa auxilia na questão (sugere os números, leva o bilhete…). Trata-se de uma translação de luz.

Se não houver nenhum aspecto entre o significador da II ou V com o regente do Ascendente mas, ambos se aplicam a um terceiro, mais lento, também há uma boa possibilidade de que o nativo obtenha ganhos por através da Mega Sena, contando com a ajuda de uma terceira pessoa (que empresta o dinheiro, organiza o bolão…). Neste caso, temos uma coleção de luz.

Embora a montagem do esquema de interpretação esteja incompleto, é suficiente para apresentar em linhas gerais o emprego e utilização da dinâmica dos aspectos.

, , , , ,

2 comentários

O que há para ver em Julho de 2014

Apenas as conjunções da Lua com Marte e Saturno serão visíveis, pois as com os demais planetas ocorrem durante o dia.

A conjunção com Marte ocorre no dia 05, às 22:31, próximo à estrela Spica. Olhe na direção Oeste, um pouco acima do horizonte. Saturno estará um pouco acima. A estrela brilhante à direita é Arcturus.

lua_marte

Dois dias depois, no dia 07, às 23:11, a conjunção da Lua é com Saturno. Basta olhar novamente na direção Oeste.

lua_saturnoAmplie as imagens para visualizar melhor.

No dia 20, Saturno volta ao movimento direto. As imagens abaixo mostram a retrogradação de Saturno no interior da Constelação de Libra. Como a estrela Zubenelgenubi se encontra na Eclítica, é fácil acompanhar o astro “voltando” no Zodíaco.

saturno retro

O ingresso de Júpiter em Leão ocorre no dia 16, às 07:30, muito próximo ao Sol para ser observado:

stellarium-000

Marte ingressa (enfim) em Escorpião no dia 25, às 23:31. As divisões do Zodíaco não são visíveis, apenas convencionadas a partir do Ponto Vernal. Note como se ocorre próximo aos pés da Constelação de Virgem e próximo à Spica, a principal estrela da Constelação da Virgem:

stellarium-001

Vamos identificar as estrelas no céu? Cerca das 23 horas, olhe na direção Norte, pouco acima do horizonte. Localize três estrelas brilhantes, como abaixo. São Vega, Altair e Deneb. Vega tem brilho azulado; Altair tem um brilho que tende para o branco pálido; e Deneb, tende para o amarelo pálido. Formam um triângulo:

estrelas1

Em torno desta mesma data, pela manhã, cerca de 05:30, olhe para a direção Leste e procure pelas Três Marias (Alnilam, Alnilak e Mintaka, no Cinturão de Órion). Numa direção, apontam para Aldebaran, avermelhada, na Constelação do Touro; na outra direção, para Sirius, a estrela mais brilhante do céu. Um pouco mais à direita, você verá Canopus, a segunda estrela mais brilhante do céu, na Constelação da Carena. Aproveite para curtir o nascimento de Vênus, sempre um espetáculo à parte.

sirius_canopus

 

, , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

O que há para ver em Junho de 2014?

ceu06_01

Em 01/06/2014, cerca das 21:30, olhe para o Zênite e você verá Marte, de coloração avermelhada e, com boa sorte, Saturno, um pouco mais à sua direita. Spica (Constelação de Virgem) é uma estrela pálida, porém bem visível e, um pouco mais acima, Arcturus (constelação do Boieiro). Quando representadas no Zodíaco, estas duas estrelas se apresentam quase com a mesma longitude. é Note como é importante olhar para o céu: as estrelas se encontram um bocado distantes uma da outra.

ceu06_02

No dia 07/06/2014, Mercúrio começa a retrogradar (até o dia 01/07/2014). Com muita sorte, poderá vê-lo no horizonte Oeste. Júpiter também estará se pondo, suficientemente brilhante para ser visto. Da mesma forma que a estrela Sirius, a mais brilhante do céu, que está um pouco mais à esquerda.

ceu06_03

Na manhã de 24/06/2014, cerca de 05:30, volte-se para o horizonte Leste para ver a conjunção entre Lua e Vênus. No Zodíaco, estarão em Signos diferentes e, para alguns, a Lua estará fora de curso. Olhe para a imagem e tire as suas próprias conclusões:

  • O fato da Lua e de Vênus estarem em Signos diferentes diminui a intensidade da conjunção?
  • A Lua pode mesmo ser considerada fora de curso?

ceu06_04

Céu noturno em 15/06/2014, cerca das 20:30 horas. observe o tamanho que a constelação de Escorpião ocupa no céu. Ainda, Saturno retrógrado no Signo de Escorpião, mas na constelação de Libra. Esta imagem deixa bem claro a diferença entre Signos e constelações. A constelação de Escorpião é uma das poucas que podem ser facilmente identificadas no céu por seu formato.

Nota: Imagens obtidas com o software livre Stellarium com as coordenadas geográficas e altitude da cidade de São Paulo. As três primeiras imagens simulam a névoa e poluição existentes nos grandes centros urbanos.

 

 

, , , , , , , ,

1 Comentário

Eclipse Lunar (15/04/2014)

Os eclipses são fenômenos que sempre despertaram a curiosidade e o temor entre as pessoas.

Hoje em dia, entretanto, em que a maior parte delas sabe que o mundo não irá acabar, mal se dão conta da existência destes fenômenos no céu. Sem dúvida, são admiráveis e despertam reverência pelo sistema no qual estamos envolvidos. No caso de um eclipse lunar, é a Terra que projeta a sua sombra sobre a vizinha Lua.

Visualmente, tem-se a impressão de que a Lua está sendo engolida…

Astrologicamente, há certas regras que devem ser seguidas para interpretarmos os eclipses e, a primeira delas é que os eclipses lunares estão subordinados aos eclipses solares. Contudo, nenhum dos grandes autores é suficientemente claro como isso ocorre. Ptolomeu e Bonatti foram os mais claros a respeito “O Eclipse de 20/05/2012” eu incluo os aforismos relativos aos eclipses, de Cardan, quanto à duração de seus efeitos.

Uma das condições para a ocorrência de um eclipse é que esteja a uma certa distância (órbita) de um dos nodos lunares. Os eclipses de nodo norte costumam ser distribuidores enquanto que os de nodo sul são catalisadores e considerados prenunciadores de acontecimentos maléficos.

Seja num eclipse solar ou num lunar, quem indica por seus aspectos a natureza dos eventos esperados é a Lua.

O diagrama abaixo contém o gráfico astrológico do eclipse lunar para a data acima, calculado para as coordenadas geográficas de São Paulo. Incluí a árvore de domicílios para avaliar a disposição das forças planetárias e o encadeamento das disposições e regências.

eclipse lunar 1404

O último aspecto da Lua é com o Sol. Assim que sair da órbita da oposição, a Lua fica fora de curso. Um astro fora de curso não realiza nenhum evento porque não transmite luz a nenhum outro astro. A Lua é o astro mais importante, neste caso, porque além de ser a protagonista do eclipse (junto com o Sol), é a responsável por “mediar” a luz do Sol e, consequentemente, os eventos em nosso planeta. Diz-se que a Lua está associada ao cotidiano.

Ainda, Saturno, astro responsável por tudo o que cristaliza ou se realiza, encontra-se feral. Um astro feral nada faz, isolando-se em si mesmo. Alguns autores modernos sustentam que um astro feral funciona “para dentro”… Na prática, não realiza.

Uma das principais regras da Astrologia diz que astro sem aspecto é astro sem ação…

Portanto, este é um eclipse do qual não se pode esperar nenhuma ação, seja concreta ou interior. Mesmo sob a perspectiva espiritual, nada acontecerá de diferente ou especial. Porém, se a nebulosidade permitir, não deixe de acordar de madrugada para ver o alinhamento dos luminares, isto sim, sempre um espetáculo belíssimo.

, , ,

2 comentários

Só depois do Carnaval

carnavalDefinitivamente, aqui no Brasil, o ano só começa mesmo depois do Carnaval. Mas o que torna este ano diferente dos anteriores? O modo como os planetas se combinam entre si ao longo do 1º semestre é bem interessante. Ao reunir as informações num gráfico ou tabela, há três períodos que parecem se sobressair: Novembro de 2013 e, Março e Julho de 2014.

Podemos entender estas três épocas como início, meio e fim de uma mesma informação: como lidamos com o nosso dinheiro, em todos os níveis e escalas da economia, e suas implicações.

Como textos de apoio, recomendo “O Velho no Pântano”, sobre Saturno em Escorpião e, “Vênus Retrógrada e Avarenta”, sobre o período em que passou retrógrada em Capricórnio.

Vamos olhar para o mês de Março, onde há um bom conjunto de eventos astrológicos importantes:

 

  • Marte e Saturno retrógrados.
  • Júpiter direto.
  • Vênus deixando a zona retrógrada.

Marte retrógrado em Libra (governado por Vênus)

 

Interfere nas relações humanas, inibe a cooperação e a participação. Torna as atividades em equipe mais difíceis. Num contexto mais amplo, é contra qualquer tipo de iniciativa individual. Entretanto, é preciso ter algum cuidado quanto ás ações individuais que ocorrem à sombra de algum grupo, que podem ocorrer neste período. Quanto a este tema, retomam ações e eventos ocorridos entre Janeiro e Fevereiro de 2014, época propícia para todos os tipos de equívocos e erros de julgamento e avaliação.

Saturno Retrógrado em Escorpião (governado por Marte)

Tende a completar o seu trabalho, reduzindo a pó o que já havia revolvido. Os processos de corrupção que acontecem no Brasil e no mundo tendem a ganhar novas cores com a chegada de informações como resultado de diligências e investigações. Ou novos casos podem vir à tona, sempre associados a desvios de dinheiro. Também é uma época ruim para países e empresas que dependem de ajuda ou financiamento externo.

A combinação dos maléficos retrógrados interfere na produção industrial e nas vendas do comércio. Apenas o setor de serviços tende a se beneficiar desta configuração. As grandes montadoras automobilísticas e a construção civil devem ser os setores mais prejudicados, com fortes reduções nas vendas.

Também interfere nas relações sociais, tensas e desconfiadas. A tendência é evitar formar laços, criar vínculos ou estabelecer compromissos.

Júpiter Direto em Câncer (governado pela Lua)

Se os maléficos trazem grandes problemas, os benéficos acabam sendo a grande saída para as dificuldades apontadas anteriormente. Uma das ideias que este planeta sugere é tentar uma dupla cidadania, caso tenha esta possibilidade. Reveja parentes que moram longe, particularmente no estrangeiro. Lembre-se que se você estiver há muito tempo sem contato com eles, é provável que desconfiem de você. Escolha o mês de Junho para conversar sobre os seus planos.

Vênus deixando a zona retrógrada

Proporciona alívio, uma vez que estimula a busca do prazer e do bem estar, mesmo que através de pequenas coisas ou desejos efêmeros. Como muda de Signo a cada mês, indicará novos interesses que mudam rapidamente e funciona como uma espécie de bálsamo para esta época.

tabela

Conclusão: Trata-se de um período favorável de pouca liquidez. Quem tiver uma reserva financeira ou uma situação mais confortável pode se dar melhor e realizar ótimas aquisições, como imóveis, por exemplo. No âmbito das relações sociais, o receio de se comprometer torna as aproximações mais difíceis, com uma tendência a permanecer em suas próprias margens de segurança. Em outras palavras, preservando relações já existentes em detrimento das novas relações. Favorece as relações familiares em todos os aspectos, especialmente aquelas com parentes que moram longe ou no exterior.

Com respeito aos mercados financeiros e à economia em geral, é preciso realizar o que deixou de ser feito no período entre Dezembro de 2013 e Fevereiro de 2014, com risco de empobrecimento de todas as categorias humanas envolvidas (de empresários a assalariados). Como Júpiter não foma mais nenhum aspecto com Saturno antes de ingressar em Leão, não há mais espaço para tentativas: é preciso ir direto ao ponto sem margem de erros.

Embora existam subperíodos, a fase das restrições se estende até o mês de Julho, quando há mudanças significativas previstas.

, , , , , ,

Deixe um comentário