Posts Tagged arco solar

Workshop: Ajuste de Hora (retificação) – Quando a hora é conhecida.

  • Em 25/04/2015, das 14 às 19 horas.
  • Local: Regulus (11 5549-2655).

hora1Importância da hora:

O Ascendente (Hora ou Horóscopo) se encontra diretamente relacionado à hora do nascimento, tomado para o instante da primeira inspiração. É a hora de seu nascimento que torna o indivíduo realmente único em relação aos demais nascimentos ocorridos numa mesma data e local (ou em locais diferentes).

Objetivos:

Ajustar a hora de nascimento a partir de dados biográficos, quando a hora é conhecida e há dúvidas a respeito, utilizando as Direções Secundárias (Placidus, Verdadeiras ou Arco Solar).

Programa:

1. A importância da hora.
1.1. O papel dos Ângulos.
1.2. O papel da Lua.
1.3. Limitações e restrições da hora ajustada.
1.4. Tipos de registros da hora de nascimento.
1.5. Roteiro de trabalho.

2. Quando a hora é conhecida.
2.1. A planilha de cálculo.
2.2. Selecionando as Direções para os eventos.
2.3. Cálculo das diferenças em arco.
2.4. Transformando arco em tempo (hora).
2.5. Obtendo a hora ajustada.

Fontes de referência:

  • Tetrabiblos, Claudius Ptolomeu.
  • The Complete Book of Chart Rectification, Carol A. Tebbs.
  • Horoscope Symbols, Robert Hand.
Anúncios

, , , , ,

Deixe um comentário

O caso das Progressões Secundárias

As Progressões Secundárias são aquelas decorrentes do movimento da Terra em torno do Sol a partir de um determinado fator de progressão. Portanto, os astros se movem no Zodíaco.

As Direções Secundárias são um subconjunto das Progressões Secundárias e correspondem à data em que um determinado aspecto (astro progredido => astro natal) atingiu a perfeição, à medida que progride.

Assim, podemos dizer que as Progressões correspondem a um mapa, geralmente obtido para a data do aniversário, cujo propósito é indicar o cenário experimentado pelo nativo. Já as Direções apontam as datas dos acontecimentos da vida do referido nativo.
Os fatores de progressão podem ser agrupados em dois grupos:

tabela 1A maior parte dos softwares de Astrologia denominam os métodos acima de Direções.

Placidus popularizou um outro método, bastante empregado nos dias de hoje, em que a idade é convertida em dias. Assim, para saber encontrar a Progressão Secundária do nativo aos 30 anos de idade, basta somar 30 dias à data de nascimento para obter a posição progredida dos astros. O Meio-Céu é obtido a partir de um dos fatores dinâmicos acima indicados, a partir do qual se obtém o Tempo Sideral Local da progressão e a partir dele, as Casas Astrológicas progredidas. Este método é descrito por Ptolomeu, em Tetrabiblos, embora de uma maneira confusa e combina um antigo sistema de Direções Primárias com as Progressões Secundárias.

Este é o sistema de Progressões Secundárias adotado em softwares como Solar Fire e Janus, por exemplo.

Há duas implicações importantes a destacar:

  1. Enquanto os astros se movimentam a partir de suas verdadeiras velocidades, as Casas progridem a partir de um fator associado ao Sol (Arco Solar).
  2. Por este método, as cúspides das Casas Astrológicas terão uma progressão anual sempre próxima a um grau de arco.

Ou seja, há dois pesos e duas medidas para obter as posições dos astros e casas progredidas.

Porém, não foi desta forma que aprendi a calcular um mapa progredido. Aprendi com o professor Celso Schmidt que para obter uma progressão secundária aos 30 anos de idade, deveria recalcular todo o mapa (inclusive Tempo Sideral Local) com os dados obtidos nas efemérides 30 dias após o nascimento. Para quem não se recorda, Tempo Sideral Local é um dos argumentos de entrada para obter a posição do Meio-Céu, Ascendente e demais cúspides.

Hoje em dia, este método está sendo denominado de Progressões Secundárias Verdadeiras, para distinguir do método de Placidus.
Além das posições do Meio-Céu, Ascendente e demais cúspides serem diferentes em relação a todos os métodos acima apresentados, há uma outra implicação importante que geralmente passa desapercebida: em um ano, o Meio-Céu progride cerca de 361°, dando uma volta inteira no Zodíaco e avançando mais um grau.

A tabela abaixo ilustra em mais detalhes o exposto:

tabela 2

No comparativo abaixo, encontram-se destacadas as posições do Meio-Céu e Ascendente nos métodos do Arco Solar, Placidus e Progressão Verdadeira:

mapa 1

 

, , ,

2 comentários

Schumacher em coma induzido

sc03Michael Schumacher, o piloto mais vitorioso da F1, acidentou-se enquanto esquiava. Bateu com a cabeça numa rocha, resultando em grave traumatismo craniano. Já passou por duas cirurgias e é mantido em coma induzido. Seu estado é considerado crítico e luta pela vida.

Uma pesquisa sobre este tipo de lesão não sugere resultados alentadores: pode levar à morte ou, o no mínimo, deixar sequelas. É muito raro passar incólume.

Ele nasceu em 03/01/1969, às 13:43, em Hürth, GER. Sua vida foi marcada pelo risco. Mesmo assim, um acidente desta natureza deveria estar indicado no mapa natal. Uma primeira abordagem mostra:

  • Sol na Casa VIII, Capricórnio: Natureza calculista e determinada, sem medo da morte, que é encarada de maneira fria. Ao final de uma corrida, em que acusou Dammon Hill de condução perigosa, teria dito: “Se quiser me matar, encontre uma outra maneira.”. Este Luminar forma uma quadratura com o seu regente, em Áries, signo da Exaltação do Sol.
    Nasceu algumas horas antes da Lua Cheia, o que torna ainda mais frio, calculista e crítico com relação a si mesmo e aos demais. Esta Lua domiciliada em Câncer, na Casa II, é o Hyleg, segundo Bonatti.
  • Marte domiciliado em Escorpião, na Casa VI: É o risco calculado, mas também, a aposta no limite entre a vida e a morte. Juntamente com o Sol e Júpiter (em Libra, na Casa VI), indica o comportamento do piloto nas pistas. Este planeta é o Alcohoden.
  • Saturno encontra-se feliz na Casa II, embora em Queda e num signo interceptado (Casas de Campanus). Portanto, o dispositor do Sol e de Mercúrio, regente do MC, é um astro que não conta com toda a sua força para realizar o que é de sua natureza. Portanto, o seu papel de oferecer limites ou funcionar como um freio, é prejudicado por sua condição no Mapa Natal.

Uma abordagem mais detalhada tem de necessariamente passar pela estrela Alcyone, colocada no Ascendente, numa órbita 11′. A literatura indica que, junto ao Ascendente, é um indicador de ambição, fama e glória. Mas igualmente, de acidentes na cabeça, na face e nos olhos.

sc01O acidente de esqui ocorreu às 11:07, na estação de Meribel, em Albertsville, FRA. Os trânsitos apontam para a falta de atenção e cuidado (Mercúrio Cazimi, Vênus retrógrada no MC, Marte quadrando a Lua e o Sol). A quadratura entre Marte e a Lua, que é o Hyleg, é um indicador de acidente, mas não pode ser tomada isoladamente.

Usando-se o método do Arco Solar, obtido para o dia e hora do acidente, obtém-se:
sc02

  • Marte trígono com Saturno natal.
  • Sol conjunção com Vênus natal (Hyleg, segundo Ptolomeu).
  • Fortuna conjunção com Sol natal.

Nenhuma das indicações acima aponta para seu falecimento.

Saturno é o astro que governa o período da Firdária. Conta com a participação do Sol até Abril de 2015. Novamente, uma indicação de uma longa permanência num hospital ou internação e reabilitação demorada.

A Profecia para 2014 coloca o Ascendente na Casa IX. Neste caso, o MC estará na Casa VI e o IC na Casa XII. As configurações do regente da Casa VI sugerem que, através do seu tratamento, esteja lutando por sua vida (como já foi noticiado). Mas como o regente da Casa XII se encontra na VI, a recuperação não depende apenas da qualidade e natureza do tratamento ou cirurgias pelas quais tenha de passar. Assim, a Profecia não é tão promissora quanto ao futuro do piloto.

Placidus considerou o método do Alcohoden confuso e impreciso e aperfeiçoou o seu sistema de Direções Primárias. Fazendo os cálculos pelo método dos semiarcos e empregando as direções mundanas chega-se que, no dia 22/12/2013, Marte forma uma oposição com Vênus. Este último astro é o regente do Ascendente e é considerado o Hyleg, por Ptolomeu. Portanto, as Direções Primárias também não apontam para a sua morte, mas para um tratamento severo e que oferece graves riscos, especialmente ao sistema nervoso.

As últimas notícias confirmam a seriedade do estado de saúde de Michael Schumacher. Alguns acreditam que não resista ao traumatismo e acabe falecendo. As indicações astrológicas não apontam nesta direção. Contudo, não sou Deus: há resoluções que só cabem à Ele.

, , , , , , , , , , , , , ,

5 comentários