Archive for category Estrelas Fixas

O que há para ver no céu de Novembro de 2014

Durante o mês, Marte é vespertino, visível após o nascer do Sol, direção Oeste, cerca de 60° até se por. Júpiter é matutino, visível a partir de cerca de 01:30 horas até o nascer do Sol.

No dia 08/11/2014, a Lua nasce cerca de 21 horas. Olhando na direção Leste, ela estará muito próxima de Aldebaran, a principal estrela da Constelação do Touro. Aldebaran faz parte de um conjunto de estrelas denominadas Hyades, as sete filhas de Atlas, como as Plêiades, outro conjunto de estrelas encontrado nesta mesma constelação e também visível no céu.

Cerca de 22 horas, as Três Marias estarão nascendo exatamente na direção Leste. Trace uma linha imaginária a partir destas estrelas, para a esquerda. Aldebaran será a estrela brilhante e vermelha.

Imagem1

A conjunção entre Lua e Júpiter se ocorre no dia 14/11/2014, quando ela estiver se pondo, junto à estrela Regulus. A Lua nascerá novamente cerca das 02 horas do dia seguinte e ainda estará bastante próxima de Júpiter, na direção Leste.

Imagem2

Acorde cedo para ver a conjunção de Lua com Spica, da Constelação de Virgem. será visível no dia 19/11/2014, cerca das 05 horas, na direção Leste.

A conjunção entre Lua e Marte não será visível no Hemisfério Sul. Entretanto, você poderá acompanhá-los no céu a partir do por do Sol do dia 26/11/2014, na direção Oeste. Com sorte, verá ainda Vênus e o Escorpião se pondo.

Imagem4

Nota: os horários acima indicados são para a Hora Oficial de Brasília no período.

Anúncios

, , , , , ,

Deixe um comentário

O que há para ver em Junho de 2014?

ceu06_01

Em 01/06/2014, cerca das 21:30, olhe para o Zênite e você verá Marte, de coloração avermelhada e, com boa sorte, Saturno, um pouco mais à sua direita. Spica (Constelação de Virgem) é uma estrela pálida, porém bem visível e, um pouco mais acima, Arcturus (constelação do Boieiro). Quando representadas no Zodíaco, estas duas estrelas se apresentam quase com a mesma longitude. é Note como é importante olhar para o céu: as estrelas se encontram um bocado distantes uma da outra.

ceu06_02

No dia 07/06/2014, Mercúrio começa a retrogradar (até o dia 01/07/2014). Com muita sorte, poderá vê-lo no horizonte Oeste. Júpiter também estará se pondo, suficientemente brilhante para ser visto. Da mesma forma que a estrela Sirius, a mais brilhante do céu, que está um pouco mais à esquerda.

ceu06_03

Na manhã de 24/06/2014, cerca de 05:30, volte-se para o horizonte Leste para ver a conjunção entre Lua e Vênus. No Zodíaco, estarão em Signos diferentes e, para alguns, a Lua estará fora de curso. Olhe para a imagem e tire as suas próprias conclusões:

  • O fato da Lua e de Vênus estarem em Signos diferentes diminui a intensidade da conjunção?
  • A Lua pode mesmo ser considerada fora de curso?

ceu06_04

Céu noturno em 15/06/2014, cerca das 20:30 horas. observe o tamanho que a constelação de Escorpião ocupa no céu. Ainda, Saturno retrógrado no Signo de Escorpião, mas na constelação de Libra. Esta imagem deixa bem claro a diferença entre Signos e constelações. A constelação de Escorpião é uma das poucas que podem ser facilmente identificadas no céu por seu formato.

Nota: Imagens obtidas com o software livre Stellarium com as coordenadas geográficas e altitude da cidade de São Paulo. As três primeiras imagens simulam a névoa e poluição existentes nos grandes centros urbanos.

 

 

, , , , , , , ,

1 Comentário

Schumacher em coma induzido

sc03Michael Schumacher, o piloto mais vitorioso da F1, acidentou-se enquanto esquiava. Bateu com a cabeça numa rocha, resultando em grave traumatismo craniano. Já passou por duas cirurgias e é mantido em coma induzido. Seu estado é considerado crítico e luta pela vida.

Uma pesquisa sobre este tipo de lesão não sugere resultados alentadores: pode levar à morte ou, o no mínimo, deixar sequelas. É muito raro passar incólume.

Ele nasceu em 03/01/1969, às 13:43, em Hürth, GER. Sua vida foi marcada pelo risco. Mesmo assim, um acidente desta natureza deveria estar indicado no mapa natal. Uma primeira abordagem mostra:

  • Sol na Casa VIII, Capricórnio: Natureza calculista e determinada, sem medo da morte, que é encarada de maneira fria. Ao final de uma corrida, em que acusou Dammon Hill de condução perigosa, teria dito: “Se quiser me matar, encontre uma outra maneira.”. Este Luminar forma uma quadratura com o seu regente, em Áries, signo da Exaltação do Sol.
    Nasceu algumas horas antes da Lua Cheia, o que torna ainda mais frio, calculista e crítico com relação a si mesmo e aos demais. Esta Lua domiciliada em Câncer, na Casa II, é o Hyleg, segundo Bonatti.
  • Marte domiciliado em Escorpião, na Casa VI: É o risco calculado, mas também, a aposta no limite entre a vida e a morte. Juntamente com o Sol e Júpiter (em Libra, na Casa VI), indica o comportamento do piloto nas pistas. Este planeta é o Alcohoden.
  • Saturno encontra-se feliz na Casa II, embora em Queda e num signo interceptado (Casas de Campanus). Portanto, o dispositor do Sol e de Mercúrio, regente do MC, é um astro que não conta com toda a sua força para realizar o que é de sua natureza. Portanto, o seu papel de oferecer limites ou funcionar como um freio, é prejudicado por sua condição no Mapa Natal.

Uma abordagem mais detalhada tem de necessariamente passar pela estrela Alcyone, colocada no Ascendente, numa órbita 11′. A literatura indica que, junto ao Ascendente, é um indicador de ambição, fama e glória. Mas igualmente, de acidentes na cabeça, na face e nos olhos.

sc01O acidente de esqui ocorreu às 11:07, na estação de Meribel, em Albertsville, FRA. Os trânsitos apontam para a falta de atenção e cuidado (Mercúrio Cazimi, Vênus retrógrada no MC, Marte quadrando a Lua e o Sol). A quadratura entre Marte e a Lua, que é o Hyleg, é um indicador de acidente, mas não pode ser tomada isoladamente.

Usando-se o método do Arco Solar, obtido para o dia e hora do acidente, obtém-se:
sc02

  • Marte trígono com Saturno natal.
  • Sol conjunção com Vênus natal (Hyleg, segundo Ptolomeu).
  • Fortuna conjunção com Sol natal.

Nenhuma das indicações acima aponta para seu falecimento.

Saturno é o astro que governa o período da Firdária. Conta com a participação do Sol até Abril de 2015. Novamente, uma indicação de uma longa permanência num hospital ou internação e reabilitação demorada.

A Profecia para 2014 coloca o Ascendente na Casa IX. Neste caso, o MC estará na Casa VI e o IC na Casa XII. As configurações do regente da Casa VI sugerem que, através do seu tratamento, esteja lutando por sua vida (como já foi noticiado). Mas como o regente da Casa XII se encontra na VI, a recuperação não depende apenas da qualidade e natureza do tratamento ou cirurgias pelas quais tenha de passar. Assim, a Profecia não é tão promissora quanto ao futuro do piloto.

Placidus considerou o método do Alcohoden confuso e impreciso e aperfeiçoou o seu sistema de Direções Primárias. Fazendo os cálculos pelo método dos semiarcos e empregando as direções mundanas chega-se que, no dia 22/12/2013, Marte forma uma oposição com Vênus. Este último astro é o regente do Ascendente e é considerado o Hyleg, por Ptolomeu. Portanto, as Direções Primárias também não apontam para a sua morte, mas para um tratamento severo e que oferece graves riscos, especialmente ao sistema nervoso.

As últimas notícias confirmam a seriedade do estado de saúde de Michael Schumacher. Alguns acreditam que não resista ao traumatismo e acabe falecendo. As indicações astrológicas não apontam nesta direção. Contudo, não sou Deus: há resoluções que só cabem à Ele.

, , , , , , , , , , , , , ,

5 comentários

Os anjos do céu estrelado

Olhar para o céu numa noite escura pontilhada de estrelas traz uma série de sensações e sentimentos que geralmente não são facilmente descritos. Lembranças? Algo que tenha ficado perdido? Uma sensação de distanciamento?

Na verdade, é uma sensação de maravilhamento. E por isso, várias povos e culturas ao longo do planeta acabaram por imortalizar os seus deuses e heróis naquele céu noturno. Assim surgiram as constelações, ligando as estrelas grupos, formando desenhos que representavam os seus mitos e tradições.

Alguns povos do Oriente Médio, entretanto, pareciam dispor de algumas informações adicionais. Os judeus sempre foram um povo nômade. A Torah conta as estórias deste povo desde tempos imemoriais, contando com a influência dos mitos e tradições das diversas culturas com as quais conviveram, embora sempre adaptada à sua firme crença num deus único. Há várias passagens em que anjos se encontram entre os homens. Com Abraão, chegam a comer e beber.

Na Torah, o papel dos anjos é servir de mensageiros ou intermediários entre deus e os homens. São descritos como seres de luz ou de fogo, causando espanto quando se aproximam. Em Ezequiel e Isaías, conduzem os profetas para planos mais elevados até que pudessem estar junto da “glória de Deus”. Uma situação semelhante ocorre no Apocalipse de João, onde, além de anunciadores dos castigos, também são os executores das ordens de Jesus, à frente de seus exércitos.

É nesta mesma Torah que encontramos duas passagens reveladoras. Em Isaías 40:26, diz-se que toda e qualquer estrela do Universo tem nome: “É ele que faz sair o seu exército em um número certo e fixo; a todos chama pelo nome.” Em Salmos 147:4: “ele conta o número das estrelas e chama cada uma por seu nome”. Para os judeus, dar nome significa atribuir alma. O Midrash indica que os diferentes nomes das estrelas correspondem aos nomes dos diferentes anjos, numa relação de um para um.

Os astrônomos sabem que cada estrela tem o potencial de gerar um sistema à sua volta que, por sua vez, pode propiciar as condições para o surgimento de vida inteligente. É o que ocorreu com o nosso Sol, origem dos planetas que orbitam a sua volta e da nossa Terra.

As estrelas não surgiram todas de uma vez. Os astrônomos denominam de populações às gerações sucessivas de estrelas. Em Daniel, Isaías e em Apocalipse, os anjos também são retratados em hierarquias, com limites que não poderiam ser transpostos.

Os que os sábios do Oriente sabiam é da ligação existente entre as estrelas e os anjos. É bastante provável que entre os sacerdotes das culturas ancestrais como a chinesa e aquelas do note da Índia também soubessem deste elo.

Quando olhamos para um céu pontilhado de estrelas, olhamos para um passado muito distante: sua luz leva vários anos para chegar até nós. O que vemos corresponde a várias gerações de estrelas, com novas se formando enquanto que as mais antigas se transformam buracos negros. Olhando de nosso planeta, algumas estrelas gigantes parecem apenas um pequeno ponto no céu, por causa da enorme distância que se encontram.

As estrelas fazem parte de um passado em os homens e Deus se comunicavam mais facilmente. Hoje, precisamos de técnicas especiais, como a meditação, a oração, a prece e o êxtase, para conseguirmos estabelecer um contato fugaz. Eventualmente, contamos com a ajuda de um ser celestial que nos acompanhará numa parte da jornada.

Porém, na maior parte das ocasiões, parece que estamos realmente sós, em busca de nosso passado que, de fato, está contido no DNA das estrelas, que nos encantam com seu brilho ora azulado, ora alaranjado ou avermelhado.

Os mitos imortalizados nas constelações são uma maneira de tentar se relacionar com os deuses que se encontram além, bem distantes, no início de todas as Eras, antes de todas as estrelas e anjos. E assim, dissipar a angústia de se sentir deixado para trás neste ciclo de vida, morte e renascimento.

Segundo algumas autoridades hebraicas, as estrelas são um elo importante na cadeia da Providência Divina sobre o mundo. Existem vários níveis de interação entre Deus e o homem e o mais baixo é aquele dos anjos e das estrelas. Assim, os comentários da Midrasch explicam que a Divina Providência opera através dos anjos e estes, por sua vez, o fazem através das estrelas.

, , , , , ,

2 comentários

O oceano mágico de Peixes

Peixes é o signo zodiacal do caos e da dissolução. É o signo onde se forma uma espécie de “sopa cósmica” que leva ao sentimento de nada e tudo, simultaneamente. Ao mesmo tempo que trata de finalizações, é também a fonte da vida. O Peixe é o símbolo da fertilidade; a vida como a conhecemos veio dos oceanos.

Uma lunação em Peixes sempre coloca em andamento uma vibração de deixar ir o que deve ir, suavemente, lentamente, deixando escorrer pelo ralo. Para que desta mesma fonte, um tempo depois (quando o Sol surgir em Áries), a vida possa ressurgir em toda a sua força e vigor. No Hemisfério Norte, corresponderá à Primavera. Mas enquanto isso, em tempos de Peixes, é bom deixar o barco correr.

Netuno e Mercúrio se encontram também neste signo. Assim, os aspectos místicos, criativos e inspiradores que lhe são próprios tem espaço para fluir. Mercúrio é o astro que conecta a mente ao Divino; já Netuno, o faz através da imaginação e do inconsciente, é sem palavras, fala através dos sonhos e das viagens na maionese

Veja um artigo apenas sobre Netuno em Peixes.

As estrelas mais importantes com longitude no signo de Peixes são: Fomalhaut, Achernar e Markab. A primeira é da constelação de Peixes Austrinus. Segundo os persas, é um dos quatro Guardiões do Céu, correspondendo ao Arcanjo Gabriel. Ptolomeu indicou que é da natureza de Vênus e Mercúrio, sendo considerada uma estrela poderosa associada à fama e que estimula a mente, as ciências e o misticismo. Achernar pertence à constelação do Erídano e é a única que não tem a associação com Saturno (Achernar é da natureza de Júpiter). Localizada ao final do rio, promete felicidade e sucesso através nos assuntos religiosos e todos aqueles que envolvam crenças ou pensamentos filosóficos. É uma estrela de ajuste e correção moral, que conduz à integridade. E Markab, na asa de Pegasus, pode ser perigosa se mal associada; mas de uma perspectiva mais ampliada, permite elevação espiritual através de empenho e luta, proporcionando a habilidade de perceber situações, oportunidades e circunstâncias que se encontram fora da visão comum.

Sugestões

Neste período, liberte-se de compromissos e encargos que não lhe cabem. Aprenda a delegar responsabilidades e deixe que os outros façam coisas por você. Preserve a qualidade de seu sono e, se possível, faça uma meditação, oração ou prece antes de dormir, pedindo inspiração e luz para a noite e o dia seguinte. Resolva todas as pendências imediatas para abrir espaço em sua vida. Desocupe-se, despreocupe-se. Inclua música e/ou dança em seu dia.

Encontre um ponto de equilíbrio entre você e o Universo através de suas próprias crenças. Exercite a sua fé e devoção. Acredite que você poderá muito mais se estiver conectado ao Todo. Não tenha vergonha ou constrangimento de pedir, sem ser individualista. Quanto mais pessoas se beneficiarem de seu pedido, mais chance há de ser atendido(a). Lembre-se que Júpiter, o regente natural deste signo, sempre concede prosperidade e abundância. E Vênus se exalta proporcionando bem estar.

, , , , , , ,

2 comentários

Júpiter e o Carneiro

Hamal é a principal estrela da constelação de Áries. Encontra-se a 07º de Touro e declinação 23º S 17′, na testa do Carneiro.  A influência geral desta estrela se encontra associada à destruição, morte e todos os tipos de crimes. Os antigos diziam que quando Vênus cruza a região entre os chifres do carneiro, haveria guerra ou morte de reis.

Segundo Ptolomeu, é da natureza de Marte e Saturno e, por conseguinte, um grande indicador de más notícias.

Júpiter esteve na órbita de Hamal pela primeira vezes este ano entre os dias 11 e 19/07. Nestes dias, Marte estava em conjunção com Bellatrix, da constelação de Órion e da natureza de Marte e Mercúrio, numa combinação que favorece as atividades militares e inclina a acidentes.

Em meados de setembro, começou o movimento “Ocupe Wall Street”, um protesto contra as consequências da crise econômica. As manifestações se estenderam também à Europa, que enfrenta problemas semelhantes. Especialmente a Grécia, busca socorro financeiro.

Retrógrado, Júpiter entrou novamente na órbita de Hamal entre 10 e 18/10. Neste período, o banco Dexia, da Bélgica, se mostrou insolvente e será nacionalizado.

Voltará a estar na órbita desta estrela novamente entre 26/02 e 03/03/2012. Será que podemos esperar por boas notícias?

Sobre a crise financeira, há uma excelente Linha do Tempo aqui.

, , , , , , ,

Deixe um comentário

Sobre estrelas e anjos

Segundo a Cabala e o pensamento religioso do povo judeu, as estrelas nomeadas correspondem aos anjos e arcanjos. Em suas diversas categorias, os anjos servem de intermediários ou mensageiros entre Deus e o Homem.

Encontramos passagens interessantes a respeito no Sefer Yezirah (ou Livro da Criação), quando afirma que o número de estrelas corresponde ao resultado da permutação entre as 22 letras do alfabeto hebraico. Este número se encontra muito próximo da estimativa realizada pelos cientistas a respeito das estrelas existentes no Universo.

Há passagens sobre os anjos, relacionando-os com as estrelas, em vários locais da Bíblia, como em Isaías 40:26 e Salmos 147:4, em que é dito que possuem nome e alma.

As estrelas são, portanto, o nosso elo com o Criador. O papel de mensageiros atribuído aos anjos pode ser abordado, a partir de uma visão mais contemporânea, sendo exercido pelas estrelas.

No mapa astrológico individual (ou Mapa Natal), algumas estrelas são mais importantes que outras em razão de sua posição. É lógico que aquela que estiver junto ao seu Meio-Céu é crucial para o seu destino na vida atual. Mas não podemos deixar de incluir as estrelas que formam conjunção com o Sol e a Lua, que formam os elos com a nossa encarnação atual.

Seguem as principais estrelas associadas às Constelações Zodiacais:

  • Leão: Regulus e Denébola.
  • Virgem: Spica e Vindemiatrix (associada a Libra).
  • Escorpião: Antares e Alioth.
  • Sagitário: Nunki
  • Capricórnio: Deneb Algedi e Giedi Prima.
  • Aquário: Sadalmelik e Saldasuud.
  • Peixes: Alrisha.
  • Áries: Hamal.
  • Touro: Aldebaran e Elnath (também Plêiades e Hyades).
  • Gêmeos: Castos e Pollux.
  • Câncer: Acubens e Aselli.

Torno a fazer a pergunta: qual é a sua estrela? Ou ainda, qual é o seu anjo?

Para saber mais sobre as estrelas: Constellations of Words (em inglês).
 

, ,

5 comentários