Archive for category 2016

O hábil Michel Temer

Com a recomendação da Comissão do Senado de seguir com o processo de impedimento da Presidente Dilma, parece realmente óbvio que o vice-presidente Michel Temer venha a assumir a Presidência do país em breve.

Antes de escrever estas linhas, li sua biografia na Wikipedia. Visivelmente, trata-se de um político hábil e ambíguo. Da biografia acima, destaco uma passagem que reflete com clareza o problema que sempre representou para Dilma Roussef:

Ao chamar a atenção para um potencial problema da união PT-PMDB em um futuro governo, o historiador Luiz Felipe de Alencastro disse: “Uma presidenciável desprovida de voo próprio na esfera nacional, sem nunca ter tido um voto na vida, estará coligada a um vice que maneja todas as alavancas do Congresso e da máquina partidária peemedebista.”

O atual momento político vivido pelo país desde o início de dezembro de 2015 reflete a frase acima e o poder de articulação do vice-presidente, a liderança que exerce sobre o PMDB, seus amigos de vários anos, bem como, suas alianças.

O diagrama abaixo contém o mapa astrológico de Michel Temer ao redor do mapa astrológico do Brasil. As diversas e importantes conjunções entre os dois temas apontam indiscutivelmente a relação existente entre os rumos e destinos de ambos, ou seja, Michel Temer tem a sua vida associada ao país.

temer_brasil

A conjunção entre Vênus dos dois mapas aponta sua capacidade de articulação junto ao meio empresarial bem como, a credibilidade que dispõe para fazer funcionar a relação “indústria e comércio”. Esta característica é reforçada pela posição de Marte em seu mapa, em Virgem e na Casa I.

Michel Temer possui a conjunção entre Júpiter e Saturno em Touro, formando uma conjunção com Saturno do mapa do Brasil. Esta combinação sugere uma reorganização das contas públicas, seguindo padrões tradicionais, afasta qualquer tipo de desvario. Ao contrário, sugere que a cartilha econômica seguida por Michel Temer será conservadora e óbvia.

Marte, que citei acima, forma uma conjunção com Mercúrio, regente do Sol, todos em Virgem. Mercúrio governa ainda a conjunção existente entre Júpiter e Lua, no mapa do Brasil. Considerando que a Lua de Michel Temer se encontra a pouco menos de 2° de seu Meio-Céu, a expectativa é que, ao assumir, adote um discurso mais inflamado, pragmático e eficiente ao anunciar as primeiras medidas para conter a crise que tanto tem atingido a população e a classe trabalhadora.

Entretanto, não podemos esquecer que Michel Temer é articulador hábil e a sua principal “arma” será governar com amigos em quem confia, podendo, graças às suas relações e credibilidade, montar o tal do “gabinete de notáveis”.

Para finalizar este primeiro artigo a respeito do vice-presidente, que apesar de ser filiado ao PMDB desde 1981, mantém ótimas relações com o PSDB através dos amigos José Serra, FHC e Mário Covas (falecido em 2001). E como diz o ditado: “Quem tem amigo, não morre pagão…

Anúncios

, , ,

4 comentários

342º Sim na Câmara dos Deputados

O primeiro passo para o impedimento da Sra. Presidente acabou de ser dado.

No mapa abaixo, ao centro, encontramos o mapa da Independência do Brasil, que conta com a conjunção entre Júpiter e Lua em Gêmeos (o povo bom, mas que se apequena). Esta conjunção se repete no mapa da aprovação do pedido de impedimento, em Virgem (distando 29′ um do outro), formando uma conjunção com o Sol. Há também uma conjunção da Parte da Fortuna ao Descendente.

Em poucas palavras, trata-se de uma ocasião histórica em que a lei e o desejo popular prevaleceram sobre aqueles que buscam apenas se apropriar do patrimônio da nação. A combinação citada acima forma uma quadratura, indicando que o debate popular apenas está começando. De fato, esta combinação revela a existência de conflitos verbais e disputas, que ainda virão por aí.

Vênus em quadratura ao Ascendente e no Fundo do Céu (dos trânsitos) corresponde ao acompanhamento televisivo, que deixou claro o voto de cada um e pode ter prejudicado o futuro eleitoral de vários deputados.Forma um trígono com Vênus do mapa da Independência: ainda há o que ser feito para que o impedimento de fato ocorra.

Acredito que o encaminhamento ao Senado ocorra com celeridade, embora nesta Casa, não se possa esperar a mesma agilidade que vimos na Câmara dos Deputados (Júpiter se encontra retrógrado).

E com respeito à violência, tanto Saturno como Marte se encontram ambos retrógrados em Sagitário: existirão incidentes isolados. Até meados de junho assistiremos a uma nação sem rumo ou direção justamente em razão da posição destes dois astros.

Trata-se apenas de uma avaliação breve, ainda sem a devida reflexão de outros movimentos e implicações, apenas para registrar as minhas primeiras impressões.

impedimento2

 

, , , , , , ,

Deixe um comentário

Manifestações e confrontos

encrenca_localizada

O mapa da esquerda representa a 1ª conjunção de Marte com o Meio-Céu do Mapa da Independência do Brasil, ocorrida em 10/03/2016, ainda antes das manifestações de 13/03. Esta é uma típica indicação de mudanças no âmbito do governo do país. Saturno em Sagitário corresponde à insistência da Presidente em permanecer à frente de seu mandato.

Tanto Marte como Saturno se encontram à disposição de Júpiter, exilado em Virgem, que forma a 1ª quadratura com Saturno em 23/03/2016 (seus efeitos, entretanto, podem ser sentidos com cerca de duas semanas de antecedência, estendendo-se por igual período após a data acima). Esta quadratura representa a queda de braço entre a Justiça e a Presidente, que tem a sua competência contestada.

Com Marte participando deste enredo e, principalmente por se tratar do Signo de Sagitário, que tem natureza bélica, há um forte clima de animosidade no ar e uma predisposição à violência. Por ocasião da manifestação, graças à disposição de Júpiter sobre Marte, prevaleceu a ideia de que a Justiça poderia mudar os rumos da nação através de um trabalho eficiente e diligente.

Porém, embora Júpiter se encontre exilado, está numa Casa Astrológica angular, o que o torna acidentalmente importante, relevante e significativo, representando um “adversário” ao governo. O Signo em que está pode tranquilamente representar o papel de “limpeza” que a Justiça vem exercendo neste caso.

Gostaria de olhar para adiante e, o mapa seguinte, à esquerda, representa a 2ª conjunção de Marte, agora retrógrado, forma com o Meio Céu do mapa da Independência do Brasil em 22/05/2016. Note que em ambos os mapas ocorre a quadratura entre Júpiter e Saturno. Há diferenças entre as quadraturas de março e maio:

  • 23/03/2016: Júpiter retrógrado com Saturno direto/estacionário, Governo com algum poder de manobra, Justiça se organizando.
  • 26/05/2016: Júpiter direto com Saturno retrógrado, Justiça atuante e Governo se encolhendo.

Note a conjunção de Júpiter sobre o Sol do mapa da Independência do Brasil nas duas ocasiões das conjunções de Marte. Observe ainda a posição da Lua por ocasião da 2ª conjunção de Marte, separando-se de Marte retrógrado e aplicando-se a Saturno. Há uma boa possibilidade de renúncia nestes dias, para tentar conter o aumento da violência nas ruas, o que justificaria a intervenção das Forças Armadas para restabelecer a ordem.

É bom lembrar que, durante todo o período estudado Saturno (governo) estará à disposição de Júpiter (Justiça).

Porém, se ela resistir ao mandato, será destituída nos primeiros dias de agosto.

, , , , , ,

Deixe um comentário

Encrenca à vista…

Os ciclos se repetem e normalmente, são indicadores de acontecimentos que se repetem de maneira semelhante.

Encontra-se em formação a quadratura entre Júpiter (Virgem, exilado) e Saturno (Sagitário), onde o primeiro dispõe sobre o segundo. Esta configuração, por si só, não tem o poder de mudar absolutamente nada, mas é um forte indicador de tensão que impele a mudanças de natureza ética e econômica.

O Signo de Sagitário tem uma forte componente belicista, governa a Cavalaria (hoje em dia, com tanques e helicópteros). E neste Signo, também encontramos Marte, este sim, o soldado por excelência. Este astro ficará retrógrado a partir de 17/04, funcionando como um rastilho de pólvora e disparando os eventos de maneira errática e imprevisível. Quando me perguntaram a respeito das manifestações, eu olhava para ainda mais distante, com a visão voltado para a Europa (refugiados) e o Oriente Médio (conflitos armados).
Na verdade, a minha expectativa para os próximos três meses é de catástrofes, incêndios, explosões, atentados… E muitas mortes violentas.

As configurações que vivemos atualmente são semelhantes àquelas vividas entre fevereiro e abril de 1986. Logo no início do ano, ocorreu a quadratura entre Júpiter (Peixes, domiciliado) com Saturno (Sagitário). Marte também transitava em Sagitário e formou uma conjunção com Saturno. Vênus se encontrava perigosamente no Signo de Áries. E Mercúrio ficou retrógrado entre 06 e 30 de março.

São configurações muito semelhantes a que experimentaremos em breve. Porém, há uma componente adicional, uma vez que a quadratura entre Júpiter e Saturno ocorre em duas ocasiões: 23/03/2016, Júpiter retrógrado e Saturno direto/estacionário; e 26/05/2016, com Júpiter direto e Saturno retrógrado. Num primeiro momento, a tensão entre estes dois astros não se apresenta, é contida e represada. Extravasa-se a partir da segunda quadratura.

Marte não formará nenhuma conjunção com Saturno neste momento. É Vênus que faz a ligação entre ambos, o que torna os eventos menos catastróficos, mais pontuais e de menores proporções em relação àqueles ocorridos em 1986. Gostaria de lembrar que, para os Maias, o planeta Vênus representava a deusa da guerra. E é Ptolomeu que afirma em um de seus aforismos que Vênus transitando por Hamal (estrela) resulta em guerra e morte de reis.

A minha expectativa é um aumento de incêndios significativos com mortes e também, um aumento no número de atentados. Como um todo, um período (março a maio de 2016) com mais acidentes e mortes violentas em relação ao mesmo período do ano passado. A retrogradação de Mercúrio em Touro tende a abrandar o alcance dos desastres, ou seja, serão eventos localizados e não grandiosos como os ocorridos no início de 1986.

O diagrama abaixo ilustra os trânsitos de março a maio e as datas em que ocorrem:

encrenca

Compare com os desastres e catástrofes ocorridos em 1986. Note que ocorreram num intervalo de quatro meses:

  • 17/01/1986: Incêndio do Edifício Andorinha (Rio de Janeiro).
  • 28/01/1986: Explosão do ônibus espacial Challenger.
  • 31/03/1986: Explosão do Boeing 727 na Cidade do México, matando todos os 168 ocupantes.
  • 05/04/1986: Explosão na Boate La Belle (Berlim), matando duas pessoas e deixando 155 feridos.
  • 26/04/1986: Explosão do reator nuclear de Chernobyl (Ucrânia), 400 vezes mais potente que a Bomba de Hiroshima.

Sendo assim, conclamo que todos aqueles que puderem orar ou realizarem alguma prática que contribua para a maior harmonização da humanidade e das energias de nosso planeta, que não deixe de fazê-lo, para atenuar as consequências das configurações acima listadas.

, , , , , ,

1 Comentário

Curso Presencial: Carma e Evolução à luz do Mapa Natal

equilibrista_carmaObjetivos:

Interpretação dos planetas visíveis quando retrógrados no Mapa Natal. Seu significado no desenvolvimento pessoal, social e sua relação com vidas passadas. O que pode ser feito nesta vida.

Interpretação dos Nodos Lunares e Casas Astrológicas sob a perspectiva do Carma e suas implicações evolutivas. O que aprender, quais os desafios e o que pode ser feito nesta vida.

O curso se desenvolve a partir de reflexões e exemplos.

  • Duração: 04 meses (01 aula semanal de 02 horas).
  • Início: 6ª feira, 04/03/2016, às 14:30 horas.
  • Inscrições e informações: Escola Regulus (11 5549-2655).

Roteiro do Curso

  • Parte I: Astros pessoais retrógrados.
  • Parte II: Astros sociais retrógrados. Nodos Lunares. Casas cármicas.

Desenvolvimento (Parte I):

  1. Considerações iniciais
    • As Eras Astrológicas e ciclos de reencarnação.
    • O “fenômeno” da retrogradação.
    • A retrogradação dos planetas interiores.
    • A retrogradação dos planetas exteriores.
    • As fases da retrogradação e a zona de sombra.
  2. Mercúrio e os tipos de comunicação.
    • Etapas das estações.
    • Aprendizado, linguagem e assimilação na vida atual.
    • Eu-Tu: Exemplos de evolução e carma da mente em vidas anteriores.
  3. Vênus e a capacidade de agregação.
    • Etapas das estações.
    • Auto-estima e sentido de valor na vida atual.
    • Eu-Tu: Exemplos de evolução e carma dos sentidos em vidas anteriores.
  4. Marte e o impulso de ser.
    • Etapas das estações.
    • Diferenciação e espírito de vencer na vida atual.
    • Eu-Tu: Exemplos de evolução e carma das iniciativas em vidas anteriores.
  5. Conclusão (1ª Parte).
    • Carma e livre-arbítrio.
    • Tomando consciência da zona de conforto.
    • Evolução.

Desenvolvimento (Parte II):

  1. Júpiter e a busca de cultura.
    • Etapas das estações.
    • Horizontes, cultura, filosofia e estrangeiro na vida atual.
    • Eu-Eles: Exemplos de evolução e carma da necessidade de espaço em vidas anteriores.
  2. Saturno e a necessidade de concretização.
    • Etapas das estações.
    • Onde você parou na vida anterior.
    • O que realizar ou concretizar na vida atual.
    • Eu-Eles: Exemplos de realizações adiadas em vidas anteriores.
  3. A função dos Nodos Lunares.
    • Questões associadas ao Nodo Lunar Sul.
    • Questões associadas ao Nodo Lunar Norte.
    • Relações entre dois indivíduos (Sinastria).
  4. As Casas Astrológicas.
    • Os Signos de Água: Câncer, Escorpião e Peixes.
    • A Casa IV e os tesouros do passado.
    • A Casa XII e os medos inconscientes.
    • A Casa VIII e os portais do inferno.
    • Implicações e problemas dos Signos interceptados.
  5. Considerações finais.

 

, ,

Deixe um comentário

Astrologia Tradicional – Fundamentos (online)

Iniciando logo após o Carnaval:

Objetivos: Apresentar e desenvolver os conceitos fundamentais Tradição Astrológica.


Início: Sábado, 13/02/2016.
Duração
: 12 aulas + atividades práticas (chat, forum, aulas online, dúvidas 24/7)
Local
: Plataforma EAD
Inscrições
: Abracadabra Zen


hermes_trismegistusPROGRAMA

1. O que é Astrologia Tradicional?
1.1. Ambiente histórico e desenvolvimento até a atualidade.
1.2. Áreas de atuação

2. Um pouco de Astronomia
2.1. Sistema geocêntrico e heliocêntrico
2.2. Diferentes maneiras de medir os ciclos planetários
2.3. Representação do gráfico astrológico
2.4. Alguns sistemas de casas

3. Os Astros
3.1. Símbolos (representação)
3.2. Hierarquia
3.3. Natureza:
3.3.1. Os Temperamentos dos Astros
3.3.2. Gênero e Sect
3.4. Características
3.5. Associações
3.6. Movimento
3.6.1. Velocidade (passo diário)
3.6.2. Retrogradação e estações
3.7. Ciclos planetários

4. O Zodíaco
4.1. Símbolos (representação)
4.2. Modalidades
4.3. Temperamentos
4.4. Natureza e características
4.5. Outras associações
4.6. Regência
4.7. Eras Astrológicas
4.8. Constelações ou Signos?

5. Dignidades Essenciais
5.1. Domicílio e Exaltação
5.2. Triplicidades, Termo, Face

6. As Casas
6.1. Divisões e classificação
6.2. Felicidade (Joy)
6.3. Significado das 12 Casas
6.4. Casas derivadas

 

,

Deixe um comentário

Mercúrio retrógrado (Janeiro 2016)

Janeiro costuma ser o mês da ressaca do final do ano. Encerrado o período de festas, volta das férias e você acha que depois de pular sete ondas na praia a sua vida no ano milagrosamente será diferente do que semeou no ano anterior.

As características astrológicas deste mês o tornam chato e arrastado. Dois astros iniciam o seu movimento retrógrado logo nos primeiros dias. Entre 05 e 25/01, Mercúrio estará retrógrado do início de Aquário até a metade de Capricórnio. E, a partir do dia 08/01, será a vez de Júpiter retrogradar em Virgem. A Lua Nova de Capricórnio ocorre em 09/01, data que Vênus formará uma conjunção com Saturno em Sagitário.

Mercúrio ingressa na zona retrógrada em 19/12/2015. Até sair da zona retrógrada, formará três trígonos com Júpiter (ambos diretos, em 25/12; ambos retrógrados, em 15/01; Mercúrio direto, em 06/02). Sai da zona retrógrada em 14/02/2016.

Veja a imagem abaixo para compreender o movimento dos astros durante o período. Marte pouco participa dos trânsitos nesta época.

Slide1

Tenho dito que Júpiter em Virgem se encontra associado à pobreza e à falta de trabalho. Representa diminuição da atividade produtiva e a consequente redução do meio circulante. Quando retrógrado, estaremos diante de oportunidades para lidar com estes temas. Entretanto, o que mais chamará a atenção é estarmos colhendo os frutos do que vem ocorrendo quanto a estes temas desde quando ingressou na zona retrógrada, em meados de outubro. Esta retrogradação permite rever métodos de produção, embora possa reduzir margens de lucro. Diz respeito apenas à atividade industrial e ao setor de serviços.

Apresento duas interpretações para a retrogradação de Mercúrio, não excludentes entre si.

Reorganização das grandes redes de varejo, redução dos estoques e das lojas. Diminuição do portofólio de produtos oferecidos. O resultado imediato é a redução de postos de trabalho, dos impostos recolhidos e dinheiro circulando.

  • No Judiciário, revisão de processos relevantes em razão de fatos novos surgidos nos últimos dias de 2015. Não há consenso entre os juízes designados para formular pareceres importantes ou de destaque. De maneira indireta, poderemos nos deparar com declarações de juízes que interferem em outras áreas e causam algum mal estar.
  • Na vida pessoal, a época da retrogradação de Mercúrio é indicada para buscar alternativas de renda através de atividades individuais ou empreendedoras.

A conjunção de Vênus com Saturno e a Lunação em 09/01 reforçam as indicações acima. Júpiter permanecerá retrógrado até o início de maio. Em 14/02/2016, após o Carnaval, Mercúrio sairá da zona retrógrada, pronto para contar outras estórias.

 

, , , , , ,

4 comentários