Equinócio de Outono, 2015

O Equinócio de Outono ocorre quando o Sol transita o Ponto Vernal. Por definição, o Ponto Vernal é o cruzamento da Eclítica com o Equador, quando o Astro-Rei se dirige para o Hemisfério Norte. O Ponto Vernal corresponde a 00° do Signo Zodiacal de Áries. Resulta no início da Primavera, no Hemisfério Norte e, do Outono, no Hemisfério Sul.

Astronomicamente, corresponde ao início de um novo ano terrestre. Os astrólogos calculam o instante exato deste evento para elaborar um mapa de tendências para o ano que se inicia. A carta astrológica assim obtida pode ser comparada com os países e cidades para avaliar os eventos esperados para o período.

Denomina-se Ingresso do Sol em Áries a esta carta anual, ocorrida em 20/03/2015, às 19:45, para o horário de Brasília.

No dia anterior, houve um Eclipse Solar total no último grau do Signo Zodiacal de Peixes, que deve ser considerado na interpretação do Ingresso do Sol em Áries.

Eclipse Solar

Apesar de não ter sido visível no Brasil, sua ação se estende ao país graças ao parans. É basicamente uma indicação da necessidade de mudanças, pois ocorre no Nodo Lunar Sul. Os astrólogos da antiguidade temiam os eclipses que ocorriam no nodo sul por ser um indicador de más notícias. Essencialmente, este eclipse é um indicador de sofrimentos, de pobreza e um potencializado de conflitos. Cumpre notar que o eclipse ocorre na Face de Marte, a mesma Face da Lua do mapa Ingresso do Sol em Áries.

Ingresso do Sol em Áries

ingresso1Ocorre com Marte e Vênus domiciliados, respectivamente em Áries e Touro. Contém um Grande Trígono formado por Lua, Júpiter e Saturno, nos Signos de Fogo. Os astros sociais se encontram retrógrados. A Lua se separa de Saturno e se aplica a Júpiter, o que é considerado benéfico. Mercúrio se encontra exilado em Peixes. Marte e Mercúrio encontram-se sem aspectos, ou seja, não “dialogam” com os demais astros.

Marte é o astro que preocupa. Domiciliado, pode se manifestar em seu mais alto grau, com todo o seu calor e secura, provocando toda sorte de inflamados conflitos de que é capaz. Governa quase todos os demais astros, com exceção de Vênus (domiciliada em Touro). Como se encontra, sugere conflitos, discórdia e divergências de todos os tipos, mas sem soluções ou resultados palpáveis.

Como os astros sociais se encontram retrógrados, são nítidas as limitações e impedimentos para que as classes dirigentes (políticas e empresariais) possam realizar o que desejam ou implementar qualquer tipo de ação, apesar da tendência a tentar fazer a vontade expressa pelos conflitos (no Brasil, pelas manifestações).
Ao longo do mundo, pode-se esperar por muitas tempestades com raios e erupções vulcânicas em regiões onde isso não era esperado, sempre com pequeno número de vítimas.

Há destaque para todas as modalidades esportivas, embora sempre com o espírito comercial acima do esportivo. Algum atleta importante não poderá participar de um evento fundamental para a sua modalidade em razão de um acidente grave.

Brasil

A pergunta que se faz é a respeito da presidenta. Não é preciso ser astrólogo para saber que não haverá impeachment. Como abordei ainda em 2014, qualquer que fosse o presidente eleito, teria dificuldades econômicas e insatisfação popular.

ingresso2Economia: Graças às empresas estrangeiras instaladas no país, haverá movimento da economia, refletindo-se no comércio a partir do final de junho. Até lá, lidaremos com desemprego crescente. Aumenta o número das empresas individuais em todos os setores, especialmente no de serviços, alimentado pelos desempregados das indústrias. Em sua maior parte, são mão de obra especializada, com qualquer nível de conhecimento. Câmbio em alta até meados de julho. O setor da construção civil que não está envolvido nas investigações da Polícia Federal tende a continuar a tendência de fusões, mas também se encontra em crise: boa época para comprar e há uma tendência de baixa para o 2º semestre do ano.

Educação: Particularmente o Ensino Fundamental, passa por graves dificuldades financeiras. A tendência é de evasão escolar. Haverá ainda uma pequena migração de alunos das escolas privadas para as públicas. A solução passa pela organização das comunidades envolvidas, com a participação de pais e professores na solução dos problemas de manutenção das escolas públicas. As maiores dificuldades surgirão na rede municipal.

Política: Prosseguem as investigações. Outros casos surgirão em torno da Operação Lava Jato. A perspectiva de repatriar o dinheiro desviado é mínima ou em quantidades mínimas (até 5%). O Congresso e o Planalto ficam sem se entender até pelo menos o final do 1º semestre. O Brasil se encontra à beira da ingovernabilidade, sustentado apenas pela economia (sistema financeiro) e alguns dirigentes da indústria e do comércio. A força dos sindicatos diminui em razão do desemprego, aumentado a dos setores patronais, embora sem resultados práticos. O Senado, gradualmente, assumirá a função de poder moderador.

São Paulo

É a locomotiva do Brasil e onde ocorreram e continuam ocorrendo as maiores mobilizações populares.

ingresso3A tendência é um alinhamento ambíguo do governador com o Planalto, talvez motivada pela crise hídrica. As manifestações ocorrerão até o final de junho, algumas bem violentas. Há uma tendência a aumentar os assaltos a caixas eletrônicos, sequestros relâmpago e assassinatos. A polícia age fortemente, mas sem conseguir prever as ações. Portanto, o violência urbana se intensifica.

A falta de recursos e investimentos e a crise hídrica serão os temas mais importantes na cidade. As investigações do metrô (Linha 4 e Caso Alstom) continuarão sem solução, pois sempre caberão novos embargos judiciais. E com a crise financeira e câmbio desfavorável, diminuem as PPP (Parcerias Público-Privadas). Não será fácil obter empréstimos no exterior para suprir a ausência de empresas interessadas em participar das licitações.

E não precisa ser astrólogo para prever que novas árvores cairão sobre fios, em razão das fortes tempestades que ocorrem até o início de abril. A população em geral (condomínios, comércio e indústria) instalam poços artesianos. Há um estudo de viabilidade técnica de utilização do Aquífero Guarani, engavetado desde os anos 80…
As ciclovias do prefeito Haddad ainda darão o que falar. Acabará conseguindo implantá-las em razão da morte de dois ciclistas nas avenidas em obras ainda no primeiro semestre.

O ponto positivo é que aumentam as atividades culturais alternativas na periferia da cidade e com eles, os projetos conduzidos pelas comunidades, sem a participação dos órgãos oficiais.

Anúncios

, , , , ,

  1. #1 by Camelia Rodriguez on 21 de Março de 2015 - 21:13

    Ivana querida texto ótimo! Camelia

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: