2014 – Ano de Júpiter

Chega o final do ano e, como de praxe, surgem as expectativas sobre o ano seguinte.  2014 é um daqueles anos importantes, com eleição para presidente e Copa do Mundo sendo realizada em nosso país. Nessas horas, a “desacreditada” Astrologia é buscada como fonte de referência. 

Existem dois ciclos que ocorrem simultaneamente, ambos baseados na estrela setenária:ciclos_planetas

O ciclo de 36 anos percorre o sentido da estrela, a partir de Saturno. A influência do planeta regente do ciclo se estende durante todo o período. O ciclo atual se iniciou em 1981 e é regido pelo Sol.
Ao mesmo tempo, há o regente anual, que segue a ordem dos planetas, no sentido horário, iniciando-se com Saturno.

ciclo_solA tabela ao lado mostra o Ciclo do Sol, iniciado em 1981.

Por fim, cada ano se inicia por ocasião do Ingresso do Sol em Áries, que se dá em torno do dia 22/03. Porém, a informação que a maior parte do público espera é relativamente ao ano civil.

O ciclo do Sol se encontra associado à Social Democracia e à Globalização. Mas também aos grandes líderes que compuseram esta página da história: Margareth Thatcher, Ronald Reagan, Mikhail Gorbachev, Yasser Arafat, Shimon Peres, Nelson Mandela e, no Brasil, Fernando Henrique Cardoso. E, da mesma forma como assistimos à ascensão destes líderes, também estamos assistindo ao seu ocaso.

No âmbito pessoal, vemos o culto à beleza e da vaidade, expressando-se através da proliferação do fisiculturismo, das cirurgias estéticas e das mais diversas dietas e tratamentos estéticos.

E é dentro deste ciclo maior que acontece o Ano de Júpiter.

Considerando o ano civil, podemos dividir o período em duas fases:

  • Júpiter em Câncer: Retrógrado até 06/03.
  • Júpiter em Leão: Ingresso em 16/07; Retrógrado a partir de 08/12.

No início de Março, Marte e Saturno também ficarão retrógrados, pouco antes de Júpiter voltar ao movimento direto. Saturno permanecerá retrógrado entre 02/03 e 20/07. Marte permanecerá retrógrado entre 01/03 e 20/05.

Em outras palavras, o 1º semestre apresenta configurações mais difíceis que aquelas existentes no semestre seguinte.

Economia: Baixo nível de crescimento em geral, particularmente na Comunidade Europeia e EUA. A partir de março, o nível de endividamento público tenderá a aumentar; soluções caseiras serão empregadas para superar a crise de falta de recursos e a pressão inflacionária. Câmaras setoriais, entretanto, serão a melhor forma de superar falta de liquidez. No Brasil, ocorrem os mesmos problemas, mas como se trata de ano de eleição, não podemos contar com uma solução à altura do desafio. Em nosso país, acredito ainda numa desaceleração das vendas no comércio (varejo) entre março e junho. Alguma medida de redução de impostos pode ser editada em maio.

Haverá maior competitividade no mercado a partir de agosto. A produção e a venda de armamento deve impulsionar a economia de vários países. Ou seja, podemos contar com a existência de diversos conflitos em várias partes do mundo. O destaque comercial, nesta área, caberá à Rússia. No Brasil, com Júpiter em Leão, os olhares que antes se mantinham fixos na Copa do Mundo, dirigem-se para as eleições presidenciais. Aposto em várias medidas de incentivo e estímulo ao consumo, de nenhum valor efetivo no médio e longo prazo.

Política: Como exposto acima, após a Copa do Mundo, todas as atenções se voltarão para as eleições presidenciais. A minha tendência é concordar com as análises feitas por Maurício Bernis, que aponta para a reeleição da atual presidenta. Outras questões como as denúncias de corrupção, que vem acontecendo em todo o país, deverão ter pouca repercussão no 2º semestre. Na Europa, acredito que o tema será a inclusão de países tradicionais no bloco econômico. Contudo, os papeis de Rússia e China nas políticas internacionais deverá aumentar. A Rússia o fará através da ampliação do competitividade econômica, minando restrições através de acordos bilaterais e, a China, buscando aumentar a sua influência no Pacífico. Os EUA, permanecerão hesitantes e muitas vezes, tardios, em suas a articulações internacionais como mediadores dos vários conflitos regionais que continuarão a existir.

logoEsportes: Todas as atividades esportivas terão destaque e relevância a partir do 2º semestre. Júpiter no signo de Leão favorece todas as modalidades coletivas que tenham grande exposição na mídia, como o futebol, volei, basquete, etc. Igualmente, certos esportes considerados radicais ou de aventura, como rally, enduro, etc, também obterão destaque. Leão é também um signo associado às elites e vaidades, portanto, certas modalidades esportivas de alto custo, como a F1, também acabarão se favorecendo na segunda metade do ano.

Artes: Um estilo conservador e de cores médias será a tônica no 1º semestre. O signo de Câncer se encontra associado às aquarelas e às melodias mais suaves, eventualmente líricas. Mas também proporciona uma volta ao passado e poderá trazer conjuntos musicais tradicionais de todos os estilos. O signo de Leão favorece as artes dramáticas, as orquestras e sinfônicas. Performance de todos os tipos também obterão destaque, particularmente aqueles com boa dose de humor. Devem surgir grandes produções no 2º semestre.

No âmbito da individualidade, a mudança observada será aquela de buscar novos horizontes através de viagens, estudos ou culturas estrangeiras. Para tanto, o conhecimento de outros idiomas poderá ser muito útil quando em contato com pessoas de outras nações. Mas também é o sair do útero, representado pela segurança do lar e da família, para competir no meio exterior. Para muitos, significará deixar para trás a dependência financeira dos pais. Para outros, talvez uma vida mais dinâmica e criativa, movida pela paixão, especialmente no 2º semestre.

Contudo, Leão é o signo do orgulho e da vaidade e o culto à beleza é um dos caminhos possíveis. Ao invés de buscar uma vida top de linha, contenta-se com a sua aparência, mas corre o risco de enfrentar a desilusão da falta de paixão. A propósito, o amor será um tema recorrente durante este período.

jup_sol2O alargamento de seus horizontes se dá através do desejo sincero e muitas vezes, espontâneo, de ligar à como Criação co-criador. A espiritualidade terá uma nota forte durante todo o ano. E se, no 1º semestre, você se contentar em seguir a religião de seus pais, no 2º semestre ansiará por mais glamour e ritual, talvez até menos religioso. Todas as denominações que favorecem o canto alegre, como é o nas igrejas neo pentecostais, verão um aumento no número de seus seguidores. Veja mais em 2014 – Ano de Júpiter e a Renovação Espiritual.

Concluindo, o ano de 2014, regido por Júpiter, é indicado para que você saia de seu próprio casulo e opte por um caminho só seu. Evite se manter sempre no palco: uma boa autoavaliação e exame de consciência evitam maiores transtornos antes de deitar a sua cabeça no travesseiro. Este será um ano de progresso, desde que não se deixe vencer pelo conjunto dos medos e inseguranças surgidas ao longo do 1º semestre.

About these ads

, , , , , , , ,

  1. #1 by Maurício Cavalcanti on 18 de Dezembro de 2013 - 11:56

    Véio de boa, você é o professor pesquisador e escrivinhador mais competente de todos; Até o Fernando Pessoa; preferiu fazer poesias!!!

    • #2 by Henrique on 18 de Dezembro de 2013 - 12:18

      Obrigado, é sempre um estímulo!!! Mas Fernando Pessoa era muito fera.

  2. #3 by Marcos on 4 de Julho de 2014 - 23:05

    Eu tenho o Sol aos 14°30′ de Leão, com Jupiter aos 15º17′ de Leão , também , se bem entendi sua explanação tenho Jupiter em Cazimi? E já ouvi falar que este aspecto é de espetacular influencia na vida de uma pessoa…… Porem minha vida não mostra isto. Neste caso meu Jupiter esta em combustão e sem força?

    • #4 by Henrique on 6 de Julho de 2014 - 23:55

      Caro Marcos, para estar Cazimi, teria de estar a 17′ do centro do Sol e a distância entre ambos é de cerca de 1°. Portanto, apenas em combustão, embora numa combustão bem forte em razão da proximidade. Nestas condições se dá de forma ainda mais dogmática, porém, errática, pois existe a tendência à procrastinação e a “achismos”.

  3. #5 by Marcos on 26 de Julho de 2014 - 15:58

    É certo que isto aqui não se dispoe a ser um canal de consultra astrologica, Mas meu Deus, receber uma resposta destas, que Jupiter em combustão é estar em condições de”dogmatismos, erratico , procastinação e achismos”….. Que consulta seria esta? Isto não é resposta , nem por filantropia e pior ainda se alguém pagasse para receber tal resposta.

    • #6 by Henrique on 26 de Julho de 2014 - 17:55

      Caro Marcos, como você mesmo escreveu, não se trata mesmo de um canal de consultas e a resposta que lhe enviei foi a mais simples e direta possível, baseando-me especialmente nos livros de Guido Bonatti, Ibn Ezra e Al Biruni, de quem transcrevi os termos. De uma maneira mais “técnica”, posso lhe dizer que a interpretação se baseia nas Qualidades Primitivas.
      Júpiter é moderadamente quente e úmido (energia mais capacidade de formar laços ou se adaptar). Leão é quente e seco (energia mais incapacidade de formar laços ou de se adaptar). A secura de Leão diminui a umidade de Júpiter, tornando-o menos adaptável.
      A característica da combustão é tornar mais seco o astro que estiver nestas condições. Assim, Júpiter em Leão e combusto se torna ainda mais seco, menos adaptável, mais dogmático e autoritário. Qualquer astro combusto se torna errático em sua expressão e manifestação (Ptolomeu, Al Biruni).
      Quando Júpiter perde a sua umidade por alguma razão, tende aos seus aspectos negativos (resumidos atualmente por luxúria), donde procrastinação (Bonatti).

      E sim, não foi uma consulta, apenas o modus operandi de um astro nas condições que você me descreveu. Uma consulta começa indicando a razão pela qual o(a) nativo(a) está encarnado. E os interesses representados pelos astros são apresentados numa relação de “sim/mas”, de tal modo que as forças e relações entre eles (interesses e astros) possa ser compreendido e melhor explorado pelo nativo(a).

      Nota: esta resposta foi enviada também para o endereço eletrônico do autor.

  1. Para obter o Regente do Ano | Medium Coeli

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s